sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Nasci Assim, Pobre de Mim



Eu Vim Passear

Sem documento, visto ou mapa astral
Chegava ao mundo uma pessoa normal
Nasci assim, pobre de mim
Sentindo o gosto ruim da vida real
Eu me limito à saudação trivial
Muito prazer em conhecer, tchau

Tanta gente buzinando esqueceu de andar
Veio ao mundo por engano, eu vim passear

Disseram que a vida nesse lugar
Depende da temperatura do ar
Televisão, teto solar para ver
Cerveja e cama para sobreviver

Não me preocupa a quantidade de sal
Um dia salva e no outro dia faz mal
Que gosto tem o que faz bem?
Que gosto tem é o que me importa
...

0 comentários:

Postar um comentário