quarta-feira, 8 de abril de 2015

Mas Nós Estaremos Aqui!

...
Vamos conversar meu amigo, o que está acontecendo, por que você está tão aflito e desesperado?
É o amor? O amor de sempre, que mentiram pra você desde a adolescência, aquele que transmuta sempre em algo que se vai, se perde, e torna-se mais uma morte na sua cabeça já tão triste pelas mágoas desse mundo?
Sim!
Meu querido amigo, estamos juntos a tanto tempo... e bem nos conhecemos, entre raios e trovões, a sua vida sempre foi tempestade, e lá estava você propositalmente navegando entre ondas gigantes, violentas, e pude te ver atravessar todas elas sem muita dificuldade, observo-te desde teu nascimento, e que filme incrível!
Não há necessidade para o desespero, lá fora há apenas mentiras sórdidas e falcatruas baratas, os mesmos fazendo o de sempre...
Não se culpe por não fazer parte dessa merda, agradeça, como sempre foi!
Você procura salvação, você quer o amor que é capaz de dar?
Sim!
Então cuide do amor próprio, o amor que sente por si, que anda perdido, esquecido e abandonado!
Só te encontro triste, chorando, confuso e assustado, trancado num pesadelo terrível!
E já faz muito tempo!
O que você pode fazer por si mesmo?
Que tal começar a se ajudar?
Você precisa começar a pensar nisso, a vida é curta, e de onde eu vejo, você é um faminto patético, numa cidade de merda.
Não que você tenha que conquistar o mundo, não há nada no mundo que você queira conquistar, quem sabe apenas uma existência profunda, um amor profundo, um sentimento profundo...você como artista procura pela arte com a mesma paixão que a cria, todo o resto são apenas bobagens e sabemos disso desde a adolescência, não há nada na corrida do ouro que você almeje, e não queira começar agora, está claro que o mundo está a venda, mas quem quer comprar um prato de merda?
Estivemos por aí observando calmamente tudo e todos, e os problemas são sempre os mesmos, essas hordas de idiotas, a massa, a televisão, os catedráticos , as verdades falsas, as mentiras sinceras...
Não que você tenha que dar as costas ao mundo, não é necessário, ele já faz isso por você por uma lei natural; você não se encaixa à sociedade a qual vive, faz parte, e depende.
Por algum motivo desconhecido há em você um discernimento sobrenatural da ordem natural das coisas, você pode ver além da espessa névoa, você pode ouvir através da grossa parede, você tem uma visão de 360° e isso meu querido amigo, é um problema enorme, porque você carrega isso como uma maldição pendurada nas janelas do crânio, e todos podem ver ao olharem pra você!
Seus olhos só carregam verdades, e isso se reflete na vista de quem te vê, justamente por isso você é tão evitado, vilipendiado, seu olhar reflete a mentira que os outros emitem, como um espelho que mostra aos feios suas feiuras o tempo todo.
E é triste meu amigo, nós sabemos, é muito triste mesmo, terrivelmente cansativo, todo dia procurar por uma verdade, e só encontrar mentiras de todas as espécies, gêneros e graus.
Há pouco a vida quase parecia doce, havia um par, um par de pés para tocar os seus embaixo da coberta, uma mão pra segurar com carinho, você bravamente aceitando um amor, e fazendo por merece-lo, trabalhando com afinco e dedicação, talvez a primeira coisa nobre que você tenha feito em anos nesta atmosfera passional, e no entanto, tudo parece uma grande mentira, uma farsa grotesca, uma
piada que vai ficando pior e pior cada vez que é contada... E quanto mais você se esforça por ser melhor, quanto mais carinho e amor você dispõe, menos se importam contigo! 
E hoje mesmo, pela manhã, lembro de vê-lo chorando tão sentidamente, lembro de vê-lo se humilhando ao telefone, buscando por amor e recebendo como resposta ignorância e mentiras..., lembro do natal que tanto doeu, o ano novo que você engoliu em seco num posto de gasolina completamente sozinho, o carnaval que você estava quase bem mas fraquejou, caiu novamente em mentiras, por sonhar com o amor, querer que ele exista..., vive-lo..., e não há nada de errado nisso, a vida é tua meu amigo, acredite no que você quiser, e deixe os outros livres para fazerem o mesmo!
Estou percebendo que você não está confortável, o que há de errado?
Uma falta de linearidade de pensamento pode ser notada no seu texto, é medo de que irão lê-lo?
Você não escreveu isso pra ninguém, na verdade nem foi você quem escreveu, fui eu, teu amigo, aquele que habita em você, que se preocupa, que lhe quer bem, então foda-se as pessoas todas, elas irão embora, mas nós estaremos aqui!
 E eles não tem a menor noção de quem somos!
E somos maravilhosos!
O que você tem a perder?
A verdade é simples, você está terrivelmente apaixonado, você tinha planos bonitos, viver uma vida mais doce, ter com quem dividir os sonhos, e isso faz falta, a vida é todavia ruim, mas parecia bem menos quando se tinha uma mão pra segurar, um par pra dividir a dor, o amor, o medo, a euforia...
Talvez ainda haja tempo!
Não se abandone, eu preciso muito de você, os dias estão ruins agora, mas reme contra a tempestade, com calma e paciência, paciência sobretudo, lembra?
Conversamos isso meio por cima esta tarde, eu estava te lembrando sobre paciência, sobre manter a calma, sobre aceitar o mal tempo, e navegar o mar revolto com cautela!
Não deixe o barco virar! 
Sinto-me orgulhoso de caminhar ao teu lado, espero rir de tudo isso quando chegar a hora, o mar há de se acalmar, e caso não venha à acontecer, que você se torne-se o maior capitão de tempestade de todos os tempos!

O maior capitão de tempestade de todos os tempos!
O maior capitão de tempestade de todos os tempos!
O maior capitão de tempestade de todos os tempos!
...

0 comentários:

Postar um comentário